A eficiência energética é um dos trending topics do momento. Com a força da COP 21 e a necessidade de reduzir as emissões para que a temperatura do planeta não aumente mais que 1,5oC nas próximas décadas, países de todo o mundo estão apresentando suas metas para alcançar esse objetivo.

Não há dúvidas de que muito ainda pode ser feito para otimizar a iluminação e os sistemas de refrigeração. Da mesma forma, não há dúvidas de que muitos avanços já foram conquistados nesse âmbito com equipamentos que proporcionam não apenas uma boa relação custo-benefício, mas que também reduzem as emissões.

No caso das construções, porém, os avanços têm sido mais limitados, principalmente na América Latina. Em economias desenvolvidas, o tema está começando a avançar a passos largos e os “edifícios de balanço energético nulo” são temas de congressos e papers de especialistas.

Trata-se de um momento excelente para que os países latino-americanos – onde os custos de energia são cada vez maiores – unam-se a essa agenda e comecem a pensar seriamente em como desenvolver sistemas de isolamento melhores.
O isolamento energético é uma realidade e tem se expandido de forma significativa na América Latina, tanto no setor industrial quanto comercial.

Compartilhar:
Tweet about this on TwitterShare on FacebookGoogle+

agosto 19, 2016