DOW-0007-16-Piramide(por) (2)

Durante as últimas duas semanas, tive a oportunidade de continuar percorrendo a América Latina. Estive na Argentina e na Colômbia.

Em ambos os encontros, discuti, com arquitetos, engenheiros e influenciadores, o futuro da construção.
Já é consenso que a construção é um dos poucos segmentos que não passou por grandes mudanças ao longo do tempo. Basicamente, ainda vivemos como na época dos homens das cavernas: protegendo-nos do clima e dos animais. Mas a verdade é que as condições externas mudaram.

Temos outros problemas agora, e é evidente que o aquecimento global é um deles. Portanto, não podemos continuar respondendo – construindo – da mesma forma.

É primordial reduzir o consumo de energia e isolar adequadamente.

A Pirâmide de Redução de Emissões, apresentada na figura abaixo, nos mostra que em sua grande base (1) é onde se situa o isolamento. Na camada superior a ela (2), está localizada a otimização dos equipamentos de frio e calor. E as energias renováveis estão na extremidade superior (3).

DOW-0007-16-Piramide(por) (2)

 

Entretanto, atualmente, acontece ao contrário: a energia renovável é a predominante. O que está certo, mas não é o suficiente, já que a oportunidade de reduzir as emissões e salvar a humanidade inicia pela base.
Deve-se começar pelo isolamento e mudar a forma de construir.
Isolar com maestria, isolar com poliuretano.

Compartilhar:
Tweet about this on TwitterShare on FacebookGoogle+

setembro 23, 2016